Passo a passo: aprenda como montar um plano de negócios

6 minutos para ler

O plano de negócios nada mais é que um documento que descreve os objetivos de uma empresa e quais passos devem ser dados para alcançá-los. Por meio dele, é possível diminuir riscos e incertezas do mercado que podem trazer transtornos para a organização. Afinal, ele protege a sua empresa de erros, pois eles são identificados antes das ações serem colocadas em prática.

E você, sabe como montar um plano de negócios? Saiba que esse documento é muito importante para organizar as suas ideias, facilitar a comunicação entre gestores e colaboradores e captar recursos que viabilizam o crescimento sustentável da empresa.

Para ajudá-lo a montar o seu plano de negócios, separamos um passo a passo essencial, destacando os pontos que não podem ficar de fora dessa estratégia. Confira!

Sumário

O primeiro passo para montar um plano de negócios é o sumário. Nessa parte, serão resumidas todas as informações consideradas mais importantes sobre a empresa. Sendo assim, é preciso incluir:

  • diferencial do negócio;
  • descrição da empresa;
  • missão;
  • perfil de colaboradores e líderes;
  • quais serão os produtos ou serviços oferecidos, destacando seus principais benefícios;
  • descrição do público-alvo;
  • localização (caso seu empreendimento seja físico);
  • enquadramento tributário;
  • forma jurídica.

O seu sumário precisa ser breve e claro, por isso, evite detalhar muito cada descrição. O importante aqui é ser objetivo e criativo, pois ele é o responsável por captar a atenção do leitor. Além disso, ele também precisa passar seriedade e profissionalismo.

Embora o sumário seja a primeira parte do seu plano de negócios, é importante escrevê⁻lo após concluir todo o seu planejamento. Assim, você terá mais clareza para resumir cada ponto.

Modelo de negócios

Dentro do seu modelo de negócios, é preciso definir:

  • proposta de valor: nesse momento, você definirá quais soluções serão oferecias por sua empresa ao cliente, destacando o seu diferencial.
  • clientes: definir quem são seus clientes é essencial para colocar em prática estratégias mais eficientes e que darão melhores resultados. Lembre-se sempre de que você precisa falar com o cliente em todas as suas ações, daí a importância de conhecê-lo;
  • canais: os canais de comunicação precisam ser eficientes tanto antes do cliente se tornar realmente um comprador da marca quanto depois, no pós-venda. Sendo assim, depois de definir quem são eles, identifique quais canais podem ser mais eficientes, como redes sociais, WhatsApp, e-mail, etc;
  • parcerias: nesse campo, é necessário relacionar todos os parceiros do seu negócio, como fornecedores, serviços terceirizados, entre outros;
  • fonte de renda: nesse momento, é preciso registrar tudo o que representa fonte de receitas do seu negócio, como estratégias de marketing, clientes, etc.

Plano de marketing

Um bom plano de marketing precisa descrever minuciosamente todos os seus produtos, como cores, tamanhos, marcas, a qualidade, entre outras características. No caso dos serviços, é necessário descrever os benefícios oferecidos, os bônus, etc.

Além disso, você também deve apresentar quais estratégias serão utilizadas para otimizar as vendas. Nesse sentido, use as seguintes perguntas para ter uma melhor orientação:

  • o preço está de acordo com a qualidade de cada produto ou serviço?
  • Qual é o seu diferencial?
  • Como o seu cliente se comporta no momento da compra?
  • Como o seu produto chegará até ele?
  • Como o cliente saberá que o seu produto existe?

Análise de mercado

Nesse momento, você entenderá como está a sua concorrência, quem são os seus clientes e como trabalhar com os seus fornecedores. Veja como fazer isso:

  • segmentação dos clientes: alguns dados importantes a serem analisados nesse momento são a faixa etária, o gênero, a escolaridade, o estado civil, quais são suas dificuldades, objeções, medos, etc;
  • análise da concorrência: nesse ponto, é preciso entender como os seus concorrentes atuam no mercado e quais os diferenciais oferecidos por eles. Além disso, avalie a precificação, a qualidade dos produtos/serviços, o atendimento prestado e as condições de pagamento;
  • análise dos fornecedores: aqui, as facilidades oferecidas por cada potencial parceiro devem ser analisadas, como precificação, condições de pagamento, prazo de entrega, etc. Além disso, verifique como é a relação deles com os outros clientes. Se houver muitas reclamações, escolha outra opção.

Plano operacional

Nesse ponto será abordado como funcionará o seu negócio, apresentando todos os passos necessários para a finalização da venda. O plano operacional ajudará você a entender quanto conseguirá vender dentro de um determinado período. Sendo assim, é preciso considerar:

  • quanto tempo a equipe precisa para concretizar uma venda;
  • a qualificação e quantidade de colaboradores;
  • se a empresa conta com todos os equipamentos necessários;
  • a disponibilidade de prazo de seus fornecedores;
  • a capacidade de armazenamento e distribuição dos produtos.

Plano financeiro

Agora, vamos falar de um dos pontos mais importantes dentro de um plano de negócios: o plano financeiro. Aqui, é preciso relacionar todas as transações financeiras da empresa. Por meio dele, você terá uma visão mais ampla e precisa de todo o investimento realizado, como os bens que foram necessários comprar para a abertura da empresa e seu capital de giro, por exemplo.

Os gastos também podem ser observados com mais clareza nesse momento, possibilitando a identificação de gastos desnecessários que podem ser eliminados e, consequentemente, gerar mais renda para o seu negócio.

Identidade visual

A identidade visual de uma empresa é importante para destacá-la de seus concorrentes e ajudar na atração de clientes, fazendo com que a sua marca sempre seja lembrada por eles. Além disso, ela permite que os consumidores a identifiquem rapidamente e, ao mesmo tempo, a relacionem com um produto de qualidade e que vale a pena ser comprado.

Veja o exemplo das grandes marcas como a Nike e Adidas — não é necessário que as roupas ou calçados estejam marcados com o nome das marcas, pois seus símbolos já fazem com que as pessoas as identifiquem e as relacionem com a qualidade que oferecem.

Agora você já sabe como montar um plano de negócios! Colocá-lo em prática pode até ser um pouco trabalhoso, mas tenha em mente que ele é essencial para identificar gargalos que comprometem o bom desenvolvimento da sua empresa. Portanto, não deixe de executá-lo.

Aproveite que já está aqui e entenda agora como fazer um fluxo de caixa eficiente para a sua empresa. Boa leitura!

Posts relacionados

Deixe um comentário