como reduzir a inadimplência como reduzir a inadimplência

6 dicas de como reduzir a inadimplência

6 minutos para ler

A inadimplência ocorre quando um cliente deixa de cumprir as obrigações que se comprometeu com uma empresa. Por exemplo, ele comprou determinado produto prometendo pagá-lo dentro de 30 dias, mas isso não aconteceu. Nesse sentido, ele passa a ser um consumidor inadimplente.

Esse é um problema muito sério que precisa ser solucionado quanto antes, mas como reduzir a inadimplência? Essa é uma pergunta muito comum e que necessita de uma resposta rápida, pois a inadimplência pode proporcionar muitos efeitos negativos para o seu negócio, como a redução do dinheiro em caixa, o descontrole financeiro e tantos outros.

Para ajudar você a restringir ao máximo esse transtorno, listamos 6 dicas de como reduzir a inadimplência e, consequentemente, otimizar o faturamento de seu negócio. Acompanhe! 

1. Use um software para emissão de nota fiscal

A emissão de nota fiscal é um processo que demanda tempo e atenção. Isso porque é necessário realizar o preenchimento correto dos itens para não ter problemas com a Receita Federal e evitar contradições com o fluxo de caixa de sua empresa.

Fazer uso da tecnologia é muito importante para garantir a eficácia desse processo. Com o auxílio de um software para emissão de nota fiscal, você poderá otimizar a tarefa, possibilitando até o envio automático das NFs ao seu contador. Dessa maneira, é possível aumentar sua produtividade e possibilitar que você foque mais em outras estratégias relevantes para o seu negócio.

Com o software para emissão de nota fiscal, você também se sentirá mais seguro em relação à adequação das informações, o que facilitará seu controle financeiro e a cobrança dos clientes inadimplentes.

2. Ofereça descontos no pagamento à vista

Uma das melhores formas para conseguir combater a inadimplência é incentivando os pagamentos à vista. Dessa forma, você recebe o valor do seu produto na hora e evita a necessidade de ter que realizar cobranças em casos de eventuais atrasos.

Para incentivar essa prática, ofereça aos seus clientes bons descontos no pagamento à vista dos produtos. Uma porcentagem atraente pode incentivá-lo a apertar um pouco o orçamento para ter acesso a esse benefício. 

No entanto, vale um alerta: o desconto oferecido precisa ser estudado com muito cuidado. Verifique sua viabilidade e analise se esse abatimento não interferirá na margem de lucro da empresa. Do contrário, aposte em um desconto maior e, se achar viável, ofereça pequenos brindes como incentivo, por exemplo, uma amostra grátis de algum lançamento.

3. Melhore o relacionamento com o seu cliente

Criar um bom relacionamento com os seus clientes é essencial para fazer boas negociações. Vamos supor que um deles esteja com uma dívida em atraso em relação à sua empresa. Nesse momento, é preciso entrar em contato com ele para tentar solucionar o problema, certo? 

Quando o relacionamento entre a empresa e o consumidor não é boa, a negociação se torna muito difícil, forçando o gestor a ter outros custos, como envio de cartas de cobrança, despesas com cartórios, entre outros.

Por outro lado, quando há uma relação saudável e amigável entre as partes envolvidas, tudo se torna muito mais simples. Isso porque você consegue localizar o cliente inadimplente rapidamente e oferecer uma proposta. O consumidor, por estar satisfeito com seu atendimento, priorizará o compromisso que assumiu com a empresa, quitando a dívida.

4. Tenha um sistema de cobrança eficaz

Ter um sistema de cobrança eficaz é fundamental para ter sucesso em suas negociações. Isso porque, por mais que você esteja no seu direito de realizar a cobrança, algumas exigências precisam ser seguidas de modo a não proporcionar problemas à empresa. A abordagem, por exemplo, precisa ser respeitosa. Em nenhum momento você ou seus colaboradores podem constranger o consumidor ou tratá-lo com falta de respeito.

Nesse sentido, você tem duas possíveis soluções: a primeira é terceirizar esse serviço e deixar as cobranças serem feitas por especialistas; e a segunda é oferecer treinamento aos seus colaboradores para que o número de negociações bem-sucedidas aumentem, sem prejudicar a experiência do consumidor.

5. Dê atenção ao pós-venda

Há quem pense que a venda acaba após o fechamento da compra, mas isso não é verdade. Ainda enfatizando a importância do bom relacionamento, o pós-venda tem um papel muito importante nesse momento. Como? 

Pois, bem. Ao chegar perto do vencimento da primeira parcela, instrua sua equipe a enviar ao cliente uma pesquisa de satisfação, a fim de saber se:

  • o atendimento foi satisfatório;
  • o produto adquirido conseguiu suprir as expectativas;
  • existem críticas ou elogios em relação à empresa ou ao produto.

Assim, é possível questionar se as condições de pagamento oferecidas foram boas para o cliente ou se ele ficou com alguma dúvida sobre o assunto. Isso faz o consumidor se sentir importante para a empresa, fazendo-o lembrar, discretamente, que o vencimento está próximo.

6. Incentive o uso do cartão de crédito

Embora muitas operadoras de cartão de crédito cobrem uma taxa a cada transação realizada, oferecer essa opção é fundamental para reduzir a inadimplência. Isso porque, se acontecer de o cliente deixar de pagar a fatura, quem terá que cobrá-lo não é a sua empresa, mas sim a instituição financeira responsável pelo cartão, Sendo assim, você receberá pela compra normalmente.

A maioria das pessoas faz uso do cartão de crédito, não só pela segurança de não precisar andar com dinheiro na carteira, mas também pela praticidade proporcionada por essa ferramenta. Por isso, é importante que você incentive o seu cliente a optar por essa modalidade de pagamento. Campanhas como “parcele em até 10 vezes sem juros no cartão de crédito” costumam ser muito eficientes.

Agora você já sabe como reduzir a inadimplência com eficiência em sua empresa! Essas práticas ajudarão a melhorar seu fluxo de caixa e permitirão que o negócio tenha mais recursos para expandir e se desenvolver. Além disso, com boas negociações, é possível fortalecer o relacionamento do cliente com sua marca e ganhar a preferência de seus consumidores.

Gostou das nossas dicas? Quer ter acesso a mais conteúdos relevantes? Então, assine agora nossa newsletter e enviaremos nossas novidades diretamente para o seu e-mail!

Posts relacionados

Um comentário em “6 dicas de como reduzir a inadimplência

Deixe um comentário