Saiba como fazer um bom controle de orçamento da sua empresa

6 minutos para ler

O controle de orçamento é fundamental em qualquer negócio, já que influencia nos bons resultados e no crescimento da empresa. É por meio dele que os gestores podem se nortear para tomar as decisões que envolvem investimentos e gastos.

A saúde financeira de uma organização dependente da visão que o orçamento proporciona sobre o cenário do negócio no mercado, assim como as expectativas de vendas e resultados, considerando as atividades e o segmento. Se você deseja fazer um bom controle orçamentário, é preciso entender melhor a sua importância para o negócio e como atuar na prática.

Continue lendo este post, conheça o sistema NotaOn e as funcionalidades que podem auxiliar na gestão da sua empresa!

A importância do controle de orçamento para um negócio

Para empreendedores e gestores, estar à frente de uma organização significa enfrentar diversos desafios diários, considerando a necessidade de gerenciamento e acompanhamento contínuo. A gestão abrange muitos departamentos — vendas, compras, recursos humanos, financeiro, atendimento, marketing — e em todos eles há demandas que compreendem custos, gastos e investimentos.

Os imprevistos acontecem a todo o momento, por isso, o planejamento é um dos caminhos mais prudentes de uma gestão. Qual o significado disso? Que o controle de orçamento pode ajudar na prevenção de ocorrências financeiras e evitar prejuízos no futuro.

Por meio dessa estimativa de custos, é possível que o resultado financeiro de um período seja comparado ao que foi projetado. Dessa forma, empreendedores, gestores e líderes saberão exatamente se o desempenho está favorável ou se é preciso recuar e adotar novas estratégias.

Dicas essenciais para fazer um bom controle de orçamento empresarial

O universo empresarial é surpreendente e o orçamento é o alerta para um gerenciamento de gastos seguro e alinhado à realidade da companhia. Nesse sentido, algumas práticas são cruciais e podem ajudar no controle financeiro do negócio.

Fazer um planejamento financeiro

É essencial ter uma noção do que a empresa pode ter de receitas e despesas em um determinado período. O cálculo é estimativo, mas proporciona uma visão mais clara dos resultados, que, por influências externas, podem ser negativas ou positivas.

Com o planejamento financeiro, o orçamento se torna mais próximo da realidade da empresa. Vamos imaginar a previsão de compra de um novo equipamento para o primeiro trimestre do ano, mas que, por algum motivo, não foi necessário.

O valor previsto em orçamento pode ser retido na conta, uma vez que já se contava com o gasto. Essa é uma forma de gerenciar as finanças, mantendo as reservas destinadas a investimentos, para serem usadas no momento adequado.

Essa estimativa, bem como o controle rigoroso do que foi previsto tem por intuito evitar que os desvios aconteçam e comprometam a saúde do caixa. Nos casos extremos, em que não dá para fugir da responsabilidade, o orçamento auxilia na visualização de melhores soluções.

Inserir metas e métricas

Geralmente, o orçamento é elaborado com base no que foi realizado em um exercício anterior. Embora o mercado seja volúvel, muitas contas permanecem inalteradas. Entretanto, é fundamental que as metas, tanto no aumento do faturamento, quanto na redução dos gastos sejam implementadas.

As metas estimulam as pessoas envolvidas a produzirem mais e gastar menos, contribuindo em um orçamento equilibrado. Portanto, para acompanhar a performance da empresa e dos colaboradores, utilize métricas. Elas são primordiais no levantamento de dados e no fornecimento de informações relevantes na gestão do negócio. Você pode avaliar, por exemplo:

  • acompanhar os gastos;
  • monitorar o desempenho das equipes;
  • avaliar a performance de compra e vendas;
  • identificar falhas no processo financeiro;
  • comparar resultados.

Adotar o fluxo de caixa

Vamos pensar que o orçamento é a teoria e o fluxo de caixa, a prática, ou seja, enquanto no primeiro são lançadas as previsões de receitas e despesas, no segundo aparecerá tudo o que realmente entrou ou saiu das contas da empresa.

Ao adotar um fluxo de caixa diariamente você terá condições de analisar na prática o que a empresa está recebendo ou gastando e comparar com as previsões do orçamento. As despesas fixas e variáveis, assim como as receitas, devem ser lançadas diariamente para manter o fluxo sempre atualizado.

Acompanhar os resultados e corrigir falhas

Depois de estabelecer as metas, inserir métricas e adotar o fluxo de caixa, você terá em mãos os recursos necessários para acompanhar de perto os resultados e corrigir possíveis falhas. Esse acompanhamento vai, inclusive, auxiliar na definição da estimativa que você deseja adotar na sua empresa no próximo período. Dependendo dos resultados, se o orçamento do momento é estático, pode ser que o futuramente ele seja flexível.

Utilizar ferramentas de gestão

Um sistema melhora o controle de orçamento e introduz um maior dinamismo nas atividades de rotina. Além de proporcionar uma maior motivação de trabalho ao eliminar as atividades manuais, a automatização fornece dados atualizados para o acompanhamento da gestão. Com uma maior autonomia, você mesmo pode emitir relatórios e fazer análises via sistema.

Conheça as funcionalidades do NotaOn

Se você deseja acompanhar em tempo real a saúde financeira do seu negócio e ter uma gestão empresarial efetiva e com total controle, saiba que o NotaOn pode oferecer os melhores recursos e funcionalidades. Veja o que o NotaOn pode fazer pela sua empresa!

Monitor de caixa

  • centralização das operações em uma única tela;
  • agilidade nos pagamentos e recebimentos.

Dashboards

  • gráficos interativos em tempo real.

Vendas

  • registro das vendas;
  • geração de NF-e ou NFC-e;
  • cálculo de imposto automático;
  • NF-e de complemento e cancelamento;
  • carta de correção.

Venda condicional

  • registro de venda condicional com prazo de validade;
  • emissão de NF a partir de venda condicional.

Orçamentos

  • registro de orçamentos com prazo de validade;
  • emissão de NF a partir das estimativas.

Estoque

  • controle de estoques.

Financeiro / Caixa

  • acompanhamento das finanças em tempo real;
  • monitoramento das receitas e despesas;
  • controle de cheques: depósitos, devoluções;
  • cálculo de preço de venda.

Etiqueta de produtos

  • personalização de etiquetas para os produtos com o uso de código de barras.

Boletos

  • opção de cobrança bancária via boleto.

Relatórios

  • diversos relatórios para auxiliar a tomada de decisão.

O controle de orçamento ajuda a nortear os gestores do negócio acerca dos custos, gastos e investimentos envolvidos nas suas operações. Coloque em prática as dicas que foram dadas neste artigo e veja na prática como alcançar a excelência na sua gestão empresarial!

Se você gostou deste post, entre agora mesmo em contato conosco e saiba como podemos melhorar o desempenho do seu negócio!

Posts relacionados

Deixe um comentário