saúde financeira da empresa saúde financeira da empresa

Entenda como avaliar e melhorar a saúde financeira da empresa

6 minutos para ler

Fazer o dinheiro render e movimentar os processos ao empreender sempre é uma das prioridades, certo? Afinal, se a saúde financeira da empresa não anda bem das pernas, vários outros problemas podem acontecer — muitas vezes, previstos em indicadores importantes.

Por isso, avaliar e melhorar essas áreas é importantíssimo. Mas será que você sabe a forma certa de fazer isso? É justamente o que vamos contar neste post, falando sobre quais são as métricas ideais para fazer essa análise e como melhorá-las. O que acha de nos acompanhar ao longo do texto?

Ponto de equilíbrio

O ponto de equilíbrio acontece quando sua empresa não tem déficit ou superávit. Pareceu complicado? Calma, vamos explicar melhor. Se você observar as finanças de sua empresa, vai reparar que existem receitas e despesas, não é? De forma geral, se você gasta mais do que gera, isso é um sinal de que as coisas não estão muito bem.

Você percebe que atingiu o ponto de equilíbrio financeiro quando a receita e as despesas se igualam, ou seja, passa a, no mínimo, gerar o suficiente para suprir os gastos fixos e variáveis. Ainda assim, isso não é um sinal sempre bom — pois, ao se manter na métrica, não há perda nem aumento de rendimento.

O que acontece se você se mantiver abaixo do ponto? De forma geral, sua empresa está tendo prejuízo. O cálculo é feito dividindo as despesas fixas (representadas por pontos fundamentais e necessários) pela margem de contribuição (constituída pelos ganhos nas vendas da empresa).

Lucratividade

A lucratividade revela o ganho de uma empresa de forma simples e direta, mostrando se sua atividade, de fato, vale a pena. Além disso, indica se o retorno financeiro cobre os custos, as despesas e ainda gera uma margem de ganhos.

O cálculo é feito em valores percentuais e acontece a partir da divisão entre lucro líquido e receita bruta. Aqui, é importante ter uma distinção em mente — existe diferença entre lucratividade e lucro. O que isso significa?

Vamos supor a venda de uma quantidade específica de seu produto. Se você subtrai os custos e as despesas do valor que ganhou após a venda, tem o lucro, certo? É um valor em reais. Ao dividi-lo pela receita bruta (total ganho pelas vendas, sem descontos), pode obter o percentual de lucratividade.

Faturamento

De forma geral, o faturamento diz respeito à soma de suas fontes de receita, como vendas e prestação de serviços, ou seja, o dinheiro que compõe as finanças a partir de trocas com os clientes. Se você vendeu uma quantidade “X” de produtos a “R$ Y”, o faturamento vai ser a multiplicação de “X” por “Y”.

O faturamento alto nem sempre é um bom resultado. Isso porque as métricas não contabilizam os custos e as despesas da marca e, em alguns casos, acontece por fatores externos, como Natal ou outros feriados.

O cálculo muda caso você queira descobrir o faturamento líquido. Diferentemente do número bruto, você vai precisar subtrair os impostos, os pedidos cancelados e os produtos devolvidos. A taxa de tributação é representada por um valor em porcentagem.

Recebimento

O recebimento é o dinheiro que vai para você. Pode parecer que não, mas é um conceito diferente de faturamento. A razão é simples — alguns clientes fazem compras em que o dinheiro não é entregue no ato, por boletos ou cartões de crédito.

Aqui, incide o prazo para tornar o dinheiro disponível. Se muito longo, indica que a saúde financeira da empresa está prejudicada e poderá levá-la para o caminho das dívidas, já que o dinheiro necessário demora a ficar disponível.

Muitas vezes, a inadimplência também pesa. Isso pode ser fruto de vários fatores, como descompromisso, informalidade e até falta de análise prévia. Se esse é o seu caso, não deixe de cobrar os clientes, sempre com documentos que comprovem o débito.

Índice de endividamento

Essa métrica é desconhecida por muitas pessoas e revela objetivamente qual é o seu nível de endividamento. Criar dívidas é sempre uma prática desencorajada, mas nem sempre é possível se manter livre delas, não é?

O índice de endividamento revela a proporção da parte financeira que é paga por terceiros — por isso, representa uma dívida, ou “passivo exigível”. A conta é feita pela divisão entre o capital de terceiros e os ativos totais. Por se tratar de um valor percentual, o resultado é multiplicado por 100.

Essa é uma métrica que deve ser analisada com cuidado. O faturamento alto de uma empresa pode nascer, em parte, de custeamento por terceiros. Por isso, é preciso colocar tudo na ponta do lápis para garantir que você não corra muitos riscos.

EBITDA

EBITDA é um acrônimo em inglês usado na economia, que pode ser traduzido como Lucros Antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização. O indicador é explorado com certa frequência por pessoas do mercado financeiro.

A função é verificar o desempenho de uma empresa sem considerar os fatores externos de difícil mensuração. Isso relaciona apenas pontos ligados ao esforço e à competência do próprio negócio.

A análise é potencial — usada para chegar a uma conclusão da capacidade de empresas endividadas, por exemplo, embora valores negativos indiquem uma operação pouco ou nada rentável.

Ticket médio

O ticket médio é a média de compras que cada pessoa faz. Costuma ser usada em segmentos mais ligados a produtos, como varejo ou compras online. Presumindo que o faturamento seja fruto de mercadorias, o cálculo é feito dividindo seu valor bruto pelo volume de vendas. Lembra quando citamos o fato do faturamento somar suas receitas de produtos? Então, isso também deve ser levado em conta.

Entender como avaliar a saúde financeira da empresa é o primeiro passo para melhorá-la. Se você usar as métricas citadas no texto, certamente vai ter melhores condições para tomar decisões boas. Não se esqueça de que as consequências dos problemas nas finanças afetam todas as áreas do negócio, levando a cortes, demissões, pouca margem para investimentos e — nos piores casos — falência.

E você? Conseguiu aprender sobre os indicadores financeiros? Conte sua opinião para a gente nos comentários e compartilhe suas dúvidas!

Posts relacionados

Deixe um comentário